O Desenvolvimento de Peças Especiais
25 de janeiro de 2018
Brasil é o Segundo maior Produtor de Revestimento do Mundo
20 de março de 2018

Surgimento dos primeiros tijolos cerâmicos

Os primeiros vestígios até hoje encontrados de tijolos datam de 7500 a.C., foram encontrados em Jericó e Çatalhüyük. Os tijolos forma uma inovação tecnológica muito importante, logo que o homem deixou de ser nômade, pois tiveram a necessidade de possuir construções resistentes ao ambiente externo, como a chuva, o sol e os ventos.

Na região dos rios Tigres e Eufrates no Egito, o tijolo começou a ser usado há mais de 5 mil anos, devido a escassez de rochas e madeira na região, fazendo com que a população procurasse outros meios de proteção. Em lugares como a Suméria para tornar os edifícios mais seguros e resistentes os espaços vazios era preenchidos com betume, palhas e ervas.

No século XII os tijolos adquiriram grande importância na arquitetura no norte da Itália, onde eram exportados para a Alemanha. O estilo Gótico Báltico (uma variação do estilo gótico) utilizou do tijolo como principal elemento construtivo, tendo como exemplos destes edifícios na Dinamarca, Alemanha, Polônia e Rússia.

Com o Renascimento e o Barroco, as paredes de alvenaria não eram valorizadas, fazendo com que o tijolo não fosse tão aproveitado, no seu lugar foi utilizados materiais como o gesso (no interior e exterior dos ambientes) e madeiras.  Com a Revolução Industrial houve a produção em massa de tijolos. As antigas oficinas deram lugar para grandes fábricas, com estrutura para a produção dos tijolos de forma mais rápida e barata. Com isso o uso na Europa foi difundido, desde as construções das novas fábricas, como os edifícios residenciais.

Com o passar do tempo os tijolos foram evoluindo. Antes feito de argila, eram usados somente como material de construção. A primeira evolução do material foi à invenção dos tijolos refratários, alterando o rumo de uso. Em sua composição agora leva outros matérias como silicato de alumínio, quartzito, sílica, entre outros componentes. Porém a diferença vai além do material utilizado, eles são mais resistentes ao calor, diversas condições climáticas, além de absorver o calor durante o dia, no entanto durante a noite os blocos o liberam.

Essa não foi à única evolução do material, outras mudanças vieram, os tijolos deixaram de ser avaliados apenas como material de edificações, mas como também partes da decoração, dessa maneira tijolos com objetivo de acabamento foram desenvolvidos.

Fonte: Geotsc Fundações

Comentários estão fechados.