Surgimento dos primeiros tijolos cerâmicos
20 de março de 2018
Tecnologia na era das cerâmicas
17 de abril de 2018

Brasil é o Segundo maior Produtor de Revestimento do Mundo

Recentes estudos realizados pelo Congresso Brasileiro de Cerâmica junto a Associação Nacional da Indústria Cerâmica (Anicer), o Brasil é o segundo maior produtor de revestimentos cerâmicos e também o segundo maior mercado consumidor do mundo, sendo superado somente pela China. Seu crescimento nos últimos anos vem ultrapassando os produtores tradicionais como a Itália e a Espana.

Em 2010 a produção atingiu cerda de 753 milhões de M², divididos entre em cerâmicas para piso, parede, fachadas e porcelanatos. São os polos cerâmicos regionais de Santa Catarina e São Paulo que concentram mais de 80% da produção, porém o mercado conta com aproximadamente 100 indústrias instaladas em 18 estados do Brasil.

Com as antigas fábricas de tijolos, blocos e telhas de cerâmica vermelha que surgiu a indústria brasileira de cerâmica, que no início do século 20 iniciou a fabricação de ladrilhos hidráulicos e, depois, azulejos e pastilhas cerâmicas e de vidro. Por volta dos anos 70 que a produção se tornou mais intensa, permitindo que a indústria ampliasse consideravelmente a fabricação de pisos e azulejos, aumentando a quantidade de empresas do setor.

Como resultado desse aumento e da força da indústria de revestimentos cerâmicos, em 1999 foi criada a ASPACER, entidade representativa do setor, atuando em benefício do segmento, possibilitando através de suas ações um ambiente institucional positivo, o que possibilita o crescimento e o aperfeiçoamento da atividade produtiva através de ações no campo tributário, fiscal, ambiental, mineral, promoção comercial, qualificação profissional, entre outras áreas.

Na década de 80, com a produção em alta, a Estiva Refratários começou a se infiltrar no mercado Europeu e principalmente nos Estados Unidos, primeiro mercado estrangeiro da empresa. Atualmente a Estiva Refratários está por todo o mundo, tendo unidades nos 5 continentes, buscando sempre inovação e tecnologia para melhor satisfazer seus clientes.

Fonte: Exame https://exame.abril.com.br/negocios/dino/brasil-e-o-segundo-maior-produtor-mundial-no-setor-de-revestimentos-shtml/

Comentários estão fechados.